Página Inicial     
|      Fale Conosco      |      Adiconar aos Favoritos 

Ribeirão Preto/SP - Brasil - Fundada em 27 de Outubro de 1979

  Página Inicial

 Consulta Sócios

  pombo As 2016

  pombo As 2015

  Pombo AS 2014

  Regulamento para Columbódromos

  Resultados de Corridas

  Pombo Ás 2009

  Pombo Ás 2010

  REGULAMENTO POMBO AS

  Pombo As 2013

  Pombo Ás Nacional 2008

  Tempo

  Como ser Columbófilo

  Estatuto

  Curiosidades

  Concurso Logotipo FCB

  Projetos

  Newsletter

  Regulamento Nacional de Concursos

  Fotos

  Fale Conosco

  Columbófilos Virtuais

  Regulamento Pombo Ás Nacional 2009

  Assembéia FCB

  XXXI - Olimpíada Columbófila

  Columbódromos Nacionais(Histórico)

  Pombo ÁS 2011

  Artigos

  Links

  Vídeos

NOTÍCIAS
Copa Minas Gerais - 2008
Participantes e premiações, conjugam uma columbofilia top no país

REGULAMENTO:

1. DAS PROVAS E REQUISITOS FUNDAMENTAIS.

- A COPA MINAS GERAIS 2008 compõem-se de 06 (seis) concursos de

pombos-corréios, na modalidade de fundo, assim distribuídos e discriminados:

CIDADE

KM

MODALIDADE

DATA

Januária / MG

495

MEIO- FUNDO

20/07

Monte Azul

540

FUNDO

03/08

Urandi

590

FUNDO

16/08

Guanambí

650

FUNDO

29/08

Bom Jesus da Lapa

740

FUNDO

13/09

Itaberaba

906

FUNDO

27/09

2. DAS PARTICIPAÇÕES.

2.1 - Poderão participar na condição de concorrentes columbófilos filiados às Sociedadessediadas em Belo Horizonte, na região metropolitana da Grande BH, e nas cidades deJuiz de Fora, Barbacena, Conselheiro Lafaiete, Congonhas, Itauna, Divinópolis e Sete Lagoas cuja situação, como sócio perante a sua respectiva entidade, na temporada de 2007 e2008 esteja, sob todos os aspectos, absolutamente regulares.( parametros de ordem financeiro, legal , filiacao, etc )

2.2 - Os pombos, com os quais o columbófilo deseja competir, deverão ter sido devidamente recenseados, em época própria, em seu nome, junto ao Clube a que estiver filiado, sendo facultado à Comissão Técnica constituída, exigir, quando julgarem necessário, à subsequente comprovação do cumprimento desta obrigação e a veracidade de sua propriedade.

2.3 - Poderão também participar das provas columbófilo que estejam fora do raio de concorrênciana condição de convidado , não sendo porém validadas suas classificações para título de premiação sendo sua participação qualificada como de treinamento de seus pombos, não sendo-lhe conferido sua classificação geral e nem mesmo a de participação, participacao possível somente em caso haja vaga para embarque destes pombos e por utilizacao mediante a ordem de chagada do columbofilo enteressado em treinar seus pombos no veículo, sem reservas prévia de vagas.

3. DOS POMBOS CONCORRENTES.

3.1 - Em cada prova da COPA MINAS GERAIS 2008, será permitida a inscrição de no máximo 30 (trinta) pombos por columbófilo, mediante pagamento de taxa própria.

3.2 - Seja em seu nome, ou no nome de outra pessoa, o columbófilo só poderá inscrever para cada concurso, no máximo, 30 pombos do mesmo pombal, mesmo nas situacoes que este columbofilo se encontre filiado em mais de um clube columbofilo.

3.3 - O columbófilo filiado a mais de um Clube columbófilo, deverá eleger um deles para participar da COPA MINAS GERAIS 2008, como clube representativo nao podendo o mesmo competir avulso. Deverá assim inscrever os pombos participantes, de forma que em seu nome (ou no de outro concorrente no mesmo pombal) não seja inscrito, em cada prova, número de pombos superior ao limite de 30 pombos por columbófilo estabelecido. Porém será permitido o embarque de pombos avulsos a título de treinamento dentro da possibilidade de vagas existentes e sua apresentacao.

4 – DA COMISSÃO ORGANIZADORA E COMISSÃO TÉCNICA.

- A Comissão Organizadora da COPA MINAS GERAIS 2008 será formada por: Silvio, André Coulaud, Walter Santana, Walderly Fernando Vieira, Eduardo Hauck e Paulo Marteleto. , Daniel e Eduardo Cordeiro.

- A Comissão Técnica da COPA MINAS GERAIS 2008 será formada por, Walderly, Daniel, Eduardo Hauck, Marcelo Leandro e Eduardo Cordeiro.

- a decisão sobre o retardamento ou adiantamento do horário pré-estabelecido de soltas, e, inclusive, o cancelamento de qualquer prova, sempre que se verificarem condições de meteorológicas desfavoráveis, eventuais problemas com o veículo de transporte dos pombos ou quaisquer outros semelhantes sendo estas decisões tomadas pelos três responsáveis eleitos.

4.1 - À Comissão Técnica compete:

- coordenar e executar todos os trabalhos relacionados com o embarque dos pombos para concurso, tais como:

- fixar os horários de embarque.

- preparar local de embarque antes do horário previsto para início dos anilhamentos;

;

- orientar o(s) motorista(s) e delegado(s) da solta sobre todos os procedimentos a ela pertinentes, inclusive sobre o fornecimento de água e alimentação aos pombos no dia decorrente da da prova.

4.1.1 - Aos membros da Comissão Técnica de Embarque, que participarem da prova como concorrentes, são vedados quaisquer procedimentos para anilhamento e embarque dos próprios pombos, vedação esta que se estende também aos responsáveis pelos registros das aves a serem constatadas por sistemas de circuito eletrônico (chips) sendo o mesmo efetuado por pessoa responsável que venha ser de outra entidade columbófila que não pertença o mesmo columbófilo referido.

4.1.2 - Aos membros da Comissão Técnica de Embarque, cabe fiscalização dos pombos a serem embarcados se tem condição fisica para a prova, sendo que esta comissão tem poderes para impedir o embarque de qualquer pombo considerado sem condições de prova.

4.2 - À Comissão Técnica de Pilotagem compete:

- coordenar e executar todos os trabalhos relacionados com a pilotagem dos relógios e aparelhos eletrônicos (chips), tais como:

- fixar o horário das pilotagens e encarregar-se de todos os procedimentos com elas relacionados;

- lacrar os relógios constatadores após a pilotagem inicial (de saída) e proceder à leitura final das fitas (após a chegada das aves);

4.3 - À Comissão Técnica de Apuração compete:

- apurar e divulgar, com a maior presteza possível, os resultados da COPA MINAS GERAIS 2008 e das provas que a compõem.

- fornecer a cada clube participante cópia do resultado final de cada prova para livre constatação de resultados e suas devidas necessidades ( continuidade do calendário anual ) efetuado na semana subsequente a prova e a quem e/ou desejar , mediante pagamento e solicitação , dentro das possibilidades de divulgação , sendo que o mesmo deverá estar pronto no máximo a cada 10 dias posteriores a realização do evento impreterivelmente.

4.3.1 – Compete a tomada de decisões, ou adoção de procedimentos urgentes, ou até mesmo não convencionais, para solução de situações decorrentes de casos infortuitos ou de força maior que possam vir a comprometer a realização normal e regular das provas.

5 – DA CLASSIFICAÇÃO.

- Classifica-se 20 % dos pombos inscritos em cada concurso, com base na maior velocidade
em ordem decrescente e desde que atinjam, pelo menos, 500 m/m.

6DOS CÁLCULOS DAS PROVAS.

- A apuração da velocidade se faz mediante aplicação da fórmula usual, ou seja, dividindo-se a distância em metros percorrida pelo pombo (do local da solta até seu pombal) pelo tempo de vôo em minutos por ele gasto no percurso.

6.1 - Só serão aceitas medidas de distância por GPS, feitas por pessoas e aparelhos autorizados pela Comissão Organizadora.

6.2 - No estabelecimento do tempo de vôo, serão desclassificados os constatadores que apresentarem diferença superior a 5 (cinco) segundos por hora (de adiantamento ou atraso) em relação ao horário oficial, obtido por telefone junto à Telemar.

6.3 - Se houver pernoite, considera-se período neutro , não sendo portanto computado no tempo de vôo , o período de tempo que se inicia no horário oficial do poente e que se estende até o nascente do dia seguinte .

6.3.1 – Se o horario do poente iniciar-se antes das 18:00 (dezoito) horas será considerado como início do pernoite 18:00 Horas.

6.3.2 - Se o horario do nascente iniciar-se antes das 06:00 (seis) horas da manhã será considerado como fim do pernoite 06:00 Horas.

6.4 - Ocorrendo constatações no curso do período neutro, a velocidade pertinente será calculada isoladamente e com base no real tempo de vôo do pombo, ou seja, o compreendido entre o instante da solta e o da sua constatação, não implicando, todavia, tal procedimento irá reduzir a duração do período em questão.

7 – DA PONTUAÇÃO.

- Aos pombos classificados será atribuída pontuação de acordo com a posição que ocuparem no mapa respectivo, cabendo 100 pontos à primeira posição e 100/x (100 dividido por x) à última, considerando"x" igual a 20% dos pombos inscritos no concurso. A pontuação devida às últimas posições, desprezadas eventuais frações inferiores a 0,001 (um milésimo), constitui uma constante que representa a diferença entre a pontuação de uma posição e a imediatamente anterior (ou posterior).

Exemplo: Em um concurso com 1.000 pombos concorrentes, poderão classificar-se até 200, aos quais serão atribuídos os seguintes pontos: lº pombo: 100 pontos; último pombo(200): 100/200 = 0,5 ponto; 2 pombo: 100-0,5 = 99,5 pontos; 3º pombo: 99,5 – 0,5 = 99 pontos e assim sucessivamente.

7.1 - Para determinação dos columbófilos vencedores da COPA MINAS GERAIS 2008, serão somados apenas os pontos dos seus 3 (três) primeiros pombos classificados em cinco dos seis concursos disputados, dentro dos 20% apurados no concurso.

Será descartado o pior resultado de cada columbófilo no cálculo final dos pontos.

7.2 – Regularidade

Ao columbófilo é atribuída em cada prova a pontuação obtida através da relação entre os seus pombos inscritos e classificados, utilizando-se para tanto, uma das duas fórmulas seguintes (onde PC = pombos classificados e PI = pombos inscritos):

Fórmula 1 ( Para 10 ou mais pombos inscritos): 100 PC

PI

Fórmula 2 ( Para até 9 pombos inscritos):10 PC + (10 –PI )

Considerar-se campeão de regularidade o columbófilo que somar o maior número de pontos, calculados na forma do item acima em cinco dos seis concursos.

Será descartado o pior resultado de cada columbófilo no cálculo final dos pontos.

7.3 – Designados

Em cada concurso o competidor designará 3 (Três) Pombos e os pontos acumulados por estes pombos será acumulado em cinco dos seis concursos para determinar o campeão de designados.

Será descartado o pior resultado de cada columbófilo no cálculo final dos pontos.

8 – DOS EMBARQUES E PILOTAGENS.

- O local de embarque para os columbófilos da grande BH e Sete Lagoas será a RUA JOSÉ DE ALENCAR ROGEDO Nº 165.BAIRRO GUARANI. Sede social da Sociedade Columbofila Independencia, tendo como referencia O TERRENO DA RÁDIO GUARANI e a PIZZARIA GUARANI.Os horários dos embarques dos pombos e das respectivas sessões de pilotagens dos relógios constatadores serão divulgados, oportunamente e com a necessária e respectiva antecedência, pela Comissão Organizadora da COPA MINAS GERAIS 2008, comunicado efetuado diretamente aos presidentes dos clubes participantes,ficando sob inteira responsabilidade dos columbófilos que vierem a concorrer informar-se destes resultados junto a diretoria de seus clubes que possuirão tais informações, sendo de inteira e total responsabilidade dos participantes a observância dos horários estabelecidos , seja de embarque ou de pilotagem.

- O local de embarque para os columbófilos de Juiz de Fora, Barbacena, Conselheiro Lafaiete, Congonhas será em Conselheiro Lafaiete no transporte da Sociedade Colmbófila de Conselheiro Lafaiete.

8.1 - Nas fichas de inscrição , preenchidas previamente em modelo própria , constarão indispensavelmente, o nome , endereço e telefone do columbófilo e a adequada identificação do pombo inscrito (anilha e ano, cor e sexo) , bem como as suas devidas coordenadas geodésicas respectivas ao seu pombal.

- Não serão aceitas fichas de inscrição diferentes do modelo próprio deste evento e permitido 2º via para uso do columbofilo que possua o numero das borrachas utilizadas para o concurso.Sera concedido ao Clube copia da fichas de incricao dos columbofilos para que sua comissao tecnica possa efetuar a apuracao do concurso desta entidade e seu respectivo campeonato anual.

8.2 - A inobservância dos horários estabelecidos, seja de embarque ou de pilotagens, acarretará a desclassificação do columbófilo.

8.3 - O columbófilo, ou seu representante, deverá comparecer à sessão de pilotagem inicial (de saída) com o constatador devidamente preparado, sendo de sua exclusiva responsabilidade, eventuais problemas relacionados com o seu irregular funcionamento, insuficiência de fita ,corda ou acerto etc.

8.4 - Serão desclassificados os constatadores que apresentarem os seguintes defeitos ou irregularidades:

- adiantamento ou atraso superior a 5 (cinco) segundos por hora; falta de fita para pilotagem final (de chegada); fita arrebentada ou que não esteja presa em suas extremidades;

8.4.1 - dispositivo de segurança inoperante e, em conseqüência, picotes irregulares ou falta de picotes na fita; falta de pilotagens inicial (de saída) ou final (de chegada);

8.4.2 - plásticos ou vidros dos mostradores fora de seu lugar ou danificados ( partidos ou com perfurações );

8.4.3 - parados por defeito, bateria descarregada ou falta de corda; lacre com vestígio de violação.

8.5 - Não serão consideradas as marcações irregulares, ilegíveis ou sobrepostas ou, ainda, quando a sua correspondente cavidade no constatador não contiver anilha de borracha correspondente.

8.6 - Caso haja mais de uma anilha na cavidade do constatador, somente uma delas, ou seja, a primeira que for retirada pelo encarregado da abertura do relógio, será considerada para efeito de apuração no concurso , sendo a posterior desclassificada.

8.7 - Deverão ser postos na fita do constatador, antes de seu fechamento, o registro do nome do

columbófilo, da sigla de seu Clube, do local e data da prova e a rubrica de um membro da Comissão Técnica que fizer tal aferição.

9 – DA PREMIAÇÃO.

- Em cada um dos seis concursos que compõem a COPA MINAS GERAIS 2008.

Troféu para os cinco primeiros pombos de cada concurso.

10DA CLASSIFICAÇÃO FINAL .

- Os columbófilos vencedores por pontos da COPA MINAS GERAIS 2008farão jus aos seguintes prêmios:

1º lugar ( Campeão ) – 1(um) constatador eletrônico marca Tauris com um sensor quadruplo.

2º lugar ( Vice-campeão ) – 1(um) constatador eletrônico marca Tauris com um sensor simples.

3º lugar 1(um) constatador eletrônico marca Tauris com um sensor simples.

4º lugar 1(um) constatador eletrônico marca Tauris com um sensor simples.

5º lugar1(um) constatador eletrônico marca Tauris com um sensor simples.

Campeão de Regularidade 1(um) constatador eletrônico marca Tauris com um sensor simples.

Campeão Designados 1(um) constatador eletrônico marca Tauris com um sensor simples.

11 – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS .

- Os casos omissos ou que, embora previstos neste Regulamento, demandem interpretação, serão apreciados e resolvidos, segundo a sua natureza, pela Comissão Organizadora ou pela Comissão Técnica de Apuração, cabendo, todavia, à Comissão Organizadora da COPA MINAS GERAIS 2008, se necessário, a decisão em última instância sobre estes bem como sobre quaisquer outros assuntos relacionados com a competição.

12DA DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS, SEUS RECURSOS, ATOS DISCIPLINARES E CONTESTAÇÕES.

- Divulgado o resultado de qualquer concurso ou o geral da COPA MINAS GERAIS 2008, o columbófilo poderá contestá-lo no prazo de 3(três) dias, devendo fazê-lo, por escrito, perante a Comissão Técnica de Apuração. Caberá a esta Comissão, também no prazo de 3 (três) dias ou em quantos se fizerem necessários não sendo superior a 15 dias após a sua realização e recebimento, analisar e julgar tal requisição e emitiro seu parecer e encaminhá-lo à Comissão Organizadora para imediata solução da pendência bem como sua divulgação a quem for de direito e/ou requisitado.

- Ressalva-se que toda e qualquer decisão tomada por esta comissão e unâneme e irrevogável e sob qualquer circunstancia , superior e irrevogável, seja ela qual for, não cabendo assim novo recurso e sem valor por qualquer outra entidade columbófila ou não que não esta especifica deste evento.

- Fica criado como ato disciplinar que todo e qualquer ato seja ilicito ou não, que cause dano ao decorrer normal do evento ou a qualquer participante efetuado por qualquer columbófilo participante de cunho sem procedência verídica e/ou sem fundamentação assim julgado pela Comissão técnica da COPA MINAS GERAIS 2008 será punido com a cobrança de multa financeira de 50% do valor do salário-mínimo vigente na data e/ou até oafastamento em critério definitivo da competição, sem restituição dos valores até então pagos, além de ser passivo das consequências e encaminhamentos subsequentes.

- Ficam assim lavradas todas decisões inerentes a COPA MINAS GERAIS2008.

Federação Columbófila Brasileira 
 © 2017 - Todos os direitos reservados